Ter colesterol alto nem sempre é ruim

Apr 25

Ter colesterol alto nem sempre é ruim

Quando temos os valores de colesterol alto não sempre tem que ser algo ruim. Você sabe por que?
Os níveis de colesterol em geral mostram a soma do bem e o mal. Se temos um valor alto, mas o que está acima é o bom é quando não é algo prejudicial. Por isso, é importante olhar bem os dados e ver se temos compensado o HDL, LDL e triglicérides.

A forma de saber rapidamente é usando índices aterogénicos, os quais nos fazem uma relação entre o colesterol total (isto é, a soma de HDL e LDL) e os triglicerídeos. Dependendo dos resultados obtidos poderemos saber se estamos em níveis perigosos para a saúde ou não. Eu recomendo que você leia o artigo Como combater o colesterol.

Como eu acho que é algo muito interessante para conhecer e ter em conta deixo-vos uma calculadora de índices aterogénicos para que vocês possam incluir os dados da vossa analítica e vos oriente no que que significam os números que aparecem.

Comecemos por distinguir os tipos de lipídios que temos no organismo, porque é algo fundamental para compreendê-lo. Não temais que tento colocar o mais simples possível e esquemático:

HDL, colesterol bom. Interessa-Nos tê-lo elevado em comparação com o LDL.
LDL, o colesterol ruim. Melhor contra mais baixo. Recomendo que você leia Dieta Dash contra a hipertensão e o colesterol.
VLDL, colesterol feio.
TRIGLICERÍDEOS.
ApoB. Não é um lípido em si, mas sim que é a responsável por transportar os lipídios. Sobretudo os mais prejudiciais para a saúde que seriam o VLDL e o LDL entre outros. Apesar de muitas vezes não temos os dados desta lipoptroteína em análise por uma questão basicamente econômico e porque não é necessário, tendo o restante dos valores.

Sempre que tenhamos um valores de mais de 200 haverá que farmácia?

O certo é que, nem sempre, agora vamos ver quando. Sim é verdade que o mais aconselhável é que se tomem medidas sobre nutrição para controlar os níveis de colesterol sob controle, mas há que saber se é um valor alto por causa de HDL ou LDL. Também te recomendo ler OMEGA 3: todos os benefícios das “gorduras boas”.

Aqui deixo um exemplo de que o valor total não é o mais importante…:

Valor de 240 de colesterol total HDL de 80 e 140 de LDL e triglicerídeos de 80. Neste caso, não precisa de tratamento porque os valores do colesterol bom são altos, mas os triglicérides e o mau colesterol sejam normais.
Valor de 210 com MAIS de 35, LDL 140 e triglicerídeos de 250. Embora o valor total que é o que queremos saber é mais baixo, neste caso, precisa de tratamento, porque os valores altos são do mau colesterol e dos triglicerídeos e há pouco do bom. É dizer, que tem mais quantidade de partículas que podem ser aterogénicas e tampar as veias.

Como vedes, é muito importante saber detalhadamente os valores de cada tipo de lípido que temos. Nesta tabela deixo os índices aterogénicos e o que significa cada dado e mais abaixo você tem uma calculadora (criada pelo Dr. Lopez Heras, da Universidade de Sevilha) em que você pode colocar os vossos dados de análise para calcular vós mesmos, se estais em valores prejudiciais ou não:

Como eu acho que é algo muito interessante para conhecer e ter em conta deixo-vos uma calculadora de índices aterogénicos para que vocês possam incluir os dados da vossa analítica e vos oriente no que que significam os números que aparecem.
Comecemos por distinguir os tipos de lipídios que temos no organismo, porque é algo fundamental para compreendê-lo. Não temais que tento colocar o mais simples possível e esquemático: