Dicas e soluções para fazer frente ao suor

28 Jun    Uncategorized via102
Jun 28

Dicas e soluções para fazer frente ao suor

Desde a roupa até aquilo que comemos. Estas são as regras a seguir para combater o suor.
O suor é essencial para eliminar os resíduos (ácidos, uréia, sais minerais…) e regular a temperatura corporal. Ajuda a proteger a pele, a gordura e o suor são o manto hidrolipídico da nossa pele. o ruim é quando sudamos mais do que o normal, ou seja, estima-se que se transpiramos diária de 500 ml de suor já temos que enfrentá-lo.

O aumento das temperaturas ameaça a capacidade de termorregulação fisiológica do corpo, especialmente se parte do excesso de calor também estamos expostos a uma humidade elevada ou a falta de ventilação.
O que acontece nestes casos? Além dos possíveis riscos para a saúde, sobretudo em pacientes com doenças do coração, o corpo começa a produzir um excesso de suor, que pode afetar regiões inteiras do corpo ou de forma localizada, em zonas particularmente sensíveis, como por exemplo, as axilas ou a face, as palmas das mãos e plantas dos pés.
Há que ter presente que a hiperidrose, ou seja, a transpiração excessiva, também poderia esta indicando um sinal de outra doença de base, como diabetes, endocardite, insuficiência cardíaca, hipertireoidismo, reações a certos medicamentos, crise de ansiedade, etc. Por isso insisto que acudáis a um médico para ver a causa da transpiração.
De todas as formas, nós podemos seguir uma série de regras básicas para tentar evitar este excesso de suor no corpo.
Preste atenção na roupa.

A regra de ouro é vestir-se sempre com várias camadas. Assim estaremos preparados para cada mudança de temperatura, como por exemplo quando passamos do exterior para um interior com ar condicionado.
Outro ponto a ter em conta são os tecidos que você escolher. Devemos evitar a roupa sintética porque não deixa que a pele respire, superaquece o corpo e não permite a evaporação natural do suor. O que podemos usar? As fibras naturais de seda são ideais, ou se não o linho e o algodão, leve e respirável. Estes tecidos, que ajudam a regular a temperatura do corpo, mantendo os níveis de temperatura constante e absorvendo a umidade.
O mesmo ocorre com a lã no inverno, é capaz de isolar o corpo e o protege contra as geadas.
Nutrição / hidratação.

Sempre vos estou falando da importância de comer bem, saudável e equilibrado. E, de novo, o que faço para tratar este tema. Optar por frutas e vegetais ricos em antioxidantes e água é o melhor para combater o calor e o suor. Embora possa parecer que se bebemos mais sudamos mais é muito importante compensar as perdas de líquidos que se vão ao suar. Por isso, é muito importante se hidratar bem e escolher alimentos que nos hidraten, e melhor quando estão à temperatura ambiente, não frios.
Mas também se lhe luz verde para os sumos, batidos ou bebidas saudáveis não é de mais lembrar que não devemos escolher sumos já preparados, mas fazê-los nós, nem bebidas com gás ou açucaradas. Estas bebidas em excesso podem levar ao aparecimento de cálculos renais. Assim o confirma um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Harvard, em Boston (EUA), que foi publicado na revista Journal of the American Society of Nephrology.
Também há que restringir o consumo de bebidas como a cerveja, as bebidas alcoólicas e o café. Embora se possa pensar de cerveja que é refrescante, e realidade é um mito. Estas bebidas favorecem a diurese, e, portanto, a desidratação. Assim, embora nos possa ser refrescante quando a tomamos em seguida, nos desidrata.
Também tende cuidado com a higiene.

Embora seja uma norma geral, ainda mais no verão devemos manter as bactérias e odores de nosso corpo. Sobretudo nas áreas em que há cabelo.
O ideal é remover os pêlos e usar sabonetes antibacterianos. Nas axilas, por exemplo, após o banho, nós podemos usar vinagre ou suco de limão para fazer friegas. Isto irá remover os maus odores e reduzem a quantidade de suor.
Se você sair de casa, não hesite em levar convosco toalhitas higiénicas para uso em quanto vos faça falta.