Como aumentar a imunidade durante o inverno de forma natural?

29 Jun    Geral via102
Imagem de um home magro e com desenho de braços fortes atrás
Jun 29

Como aumentar a imunidade durante o inverno de forma natural?

Diante de tantos problemas de saúde causados pela baixa imunidade, a preocupação em manter o corpo saudável é crescente. Por este motivo, separamos formas de aumentar a imunidade de maneira natural neste inverno, confira!

É natural que vírus e bactérias se aproveitem do frio para se espalharem, promovendo gripes e resfriados. Isso ocorre porque em temperaturas menores, o organismo tem sua imunidade diminuída, o que é muito perigoso.

 

Como saber se a imunidade está baixa

Principalmente ao longo do inverno, o corpo humano costuma gastar mais energia para se manter aquecido. Por isso, o sistema de defesa acaba atuando com uma potência menor.

Sendo assim, o primeiro passo para aumentar a imunidade é evitando exposições ao frio, agasalhando-se. Além disso, a imunidade humana precisa ser cuidada todos os dias. Sua manutenção envolve, principalmente:

  • Ingestão de vitaminas e minerais presentes em alguns alimentos;
  • Prática de atividade física recorrente;
  • Rotina calma, envolvendo bem-estar mental e pouco estresse; entre outros.

 

Outros hábitos, por outro lado, podem dificultar a atividade do sistema de defesa do nosso corpo. Alguns deles são o tabagismo, sedentarismo e a má alimentação. Por este motivo, para manter-se seguro diante de vírus e outras doenças é necessário manter práticas saudáveis diariamente.

Alguns sinais são comuns e muito evidentes em pessoas com a imunidade baixa. Por isso, é preciso se atentar a condições como:

  1. Cansaço físico: é comum que você se sinta indisposto e se canse facilmente se estiver com esta condição. Além disso, se o sono é muito frequente, este pode ser um sintoma de baixa imunidade.
  2. Cicatrização lenta: com a imunidade baixa, o corpo encontra dificuldades para a regeneração, já que o sistema imunológico é o responsável pela cicatrização;
  3. Queda de cabelo: é um sintoma comum em pessoas com baixas defesas;
  4. Infecção urinária recorrente: isso ocorre porque o corpo encontra dificuldades para combater a bactéria causadora do problema;
  5. Resfriados e gripes frequentes: com a imunidade baixa é normal que os resfriados se tornem mais comuns.

Se todos esses sintomas de imunidade baixa forem presentes, é importante ter mais atenção nos hábitos. Além disso, ingerir alimentos que aumentam a imunidade pode ser muito importante para reverter esta situação.

 

Como aumentar a imunidade

De maneira natural, é possível melhorar a imunidade contra vírus que podem causar condições mais complicadas. Uma das melhores maneiras é através da alimentação, aumentando o consumo de alimentos para aumentar a imunidade, como:

  • Frutas: preferencialmente as ricas em vitamina C, presente em frutas ácidas como laranja, limão e o kiwi verde, composto por mais de 90% desta substância;
  • Nozes, amêndoas e outras oleaginosas;
  • Castanhas, carnes, cereais, sementes, feijão, ervilhas, etc.;
  • Couve, espinafre, brócolis e outros vegetais; entre outros.

 

A ideia é manter uma dieta diversificada, evitando o consumo de alimentos pobres em nutrientes e valorizando a riqueza de proteínas e vitaminas. Para reforçar o efeito destes alimentos, é muito eficaz utilizar alguma vitamina para aumentar a imunidade, como o ácido ascórbico (a vitamina C).

Alguns outros elementos também contribuem para aumentar a proteção do corpo humano. Eles estão presentes na alimentação diversificada que mencionamos, e são:

  • Selênio;
  • Zinco;
  • Ômega 3;
  • Proteínas, como a lisina.

 

Para melhorar o metabolismo destes nutrientes, é essencial manter também uma rotina contendo ao menos 30 minutos de atividade física. Isso também reduz o estresse, que normalmente causa quedas no sistema de defesa do organismo.

 

Cuidados para manter a imunidade no inverno

Não adianta seguir estritamente as regras de alimentação e exercícios sem tomar as cautelas com a temperatura e higiene do corpo. Vale a pena seguir as dicas dadas pelas mães na infância, como evitar andar descalço e permanecer muito tempo como o cabelo molhado.

Tudo isso auxilia a manutenção da temperatura do corpo, possibilitando o gasto de energia para o sistema imunológico. Outros cuidados também fazem parte da prevenção de doenças virais, como a covid-19:

  • Permitir a ventilação dos locais: o ar é um meio de transporte para vírus e bactérias. Ao facilitar sua circulação, impede-se que estes microrganismos fiquem expostos por muito tempo às nossas vias respiratórias;
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, ou álcool gel;
  • Manter as vacinas em dia;
  • Evitar aglomerações, se possível.

 

Estas precauções te ajudam a aumentar a imunidade, uma vez que o organismo terá menos chance de enfrentar um vírus ou bactéria. Para pessoas com imunidade baixa e em especial, idosos, estas medidas são essenciais.

Receber calor solar também é uma ótima opção neste período de menor temperatura. Além de auxiliar na imunidade, o calor solar permite a dilatação dos vasos sanguíneos, o que favorece o transporte de células de defesa pelo corpo.

Desta maneira, aproveitar alguns minutos do calor do sol diariamente pode melhorar a imunidade. Caso isso não seja possível, a prática de exercícios físicos já promove um aumento de temperatura que favorece nosso corpo.

Independentemente da estação, cuidar da saúde física e mental traz resultados que ampliam a qualidade de vida do indivíduo. Se a princípio estes hábitos representarem grande dificuldade, a ingestão de vitaminas pode auxiliar.

Ainda assim, é possível e recomendável aumentar a imunidade de maneira natural, em especial no período de pandemia e riscos que a população corre. Estabelecer hábitos saudáveis é um grande desafio, mas que traz um resultado imenso para a saúde, evitando muitas complicações!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *