Açúcar: quantidade diária por dia, segundo a OMS

28 Jul    Uncategorized via102
Jul 28

Açúcar: quantidade diária por dia, segundo a OMS

Pois bem, a OMS foi criptografado a quantidade de açúcar diária a 50 g, que vem a ser o mesmo que cerca de 12 colheres de café por dia.
Nem adultos, nem crianças devem exceder este valor, que, a meu parecer, é mais do que suficiente e, mesmo elevada, mas esse é o MÁXIMO, não é que seja o recomendado. Isso deve ficar claro, é importante.
No link a seguir deixo-vos a sugestão que deixou a OMS, com o nome de “Guia sobre a ingestão de açúcares para adultos e crianças.” (está em inglês).

A OMS enfatiza os riscos do consumo excessivo de açúcar. Há que reduzir o consumo de açúcar para nos proteger de doenças como a diabetes, a obesidade e cárie dentária.É mais, também insiste em que não mais do que 10% das necessidades energéticas diárias de nosso corpo devem provir da adição de açúcares.

O recomendado é consumir mais de 25 gramas por dia, o equivalente a 6 colheres de chá.Pode-Se considerar que cada colher de chá pequena de café pode conter cerca de 4 gramas de açúcar se enche e se enrasa.

Mas há que ter presente que esta quantidade não é só das colheres que adicionamos ao café ou leite, se não que há que somar os açúcares dos alimentos, xaropes, doces, bebidas, etc…

E lembre-se que mesmo os molhos, conservas ou produtos salgados levam açúcares adicionados assim, há que ter presente que tudo o que consumas pode conter açúcar, assim que você não pode incluir um logotipo da sua 12 colheres de sopa de açúcar jan-lhe café…para citar um caso extremo…para não falar da Coca-cola que só uma lata já é como incluir um logotipo da sua 7 colheres de sopa de 12 máximas permitidas. É dizer, que com uma Coca-cola já está colocando uma colher a mais do que o recomendado (6 é o recomendado, 12, no máximo, lembrem-se)… E o mesmo acontece com a maioria de bebidas com gás.
Segundo a OMS,

“A manutenção da ingestão de açúcar abaixo de 10% da ingestão total de energia reduz o risco de sobrepeso, obesidade e da cárie dental. Todo cidadão deve rever seus hábitos alimentares para reduzir o consumo de açúcares refinados e açúcares adicionados.”
Alguns especialistas sugerem intervenções a nível estadual para reduzir, por exemplo, a quantidade de açúcar presente em bebidas não alcoólicas.